PERFIL CLÍNICO E EPIDEMIOLÓGICO DOS CASOS DE ÓBITOS POR TÉTANO ACIDENTAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS, BRASIL
PDF
PDF INGLÊS

Palavras-chave

Brasil
Clostridium tetani
Vigilância epidemiológica
Saúde única

Resumo

O tétano é uma doença infecciosa aguda, não contagiosa, resultante do binômio continuidade de pele/mucosas e contaminação pelo bacilo Clostridium tetani. É uma doença prevenível por vacina e de alta letalidade. O presente estudo teve como objetivo realizar uma análise epidemiológica dos casos de tétano acidental confirmados no estado de Minas Gerais, Brasil. Trata-se de um estudo epidemiológico transversal, descritivo e quantitativo. A estratégia metodológica envolveu a análise dos boletins epidemiológicos disponibilizados pelo Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) e pelo Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), no período de 2007 a 2022. Foram notificados 395 casos e 27% de óbitos por complicações dessa infecção. Belo Horizonte, Ipatinga, Montes Claros e Juiz de Fora foram as cidades com maior prevalência da doença. Verificou-se que os homens, pardos, com idade entre 40 e 59 anos, com baixo nível de escolaridade e moradores da zona urbana foram os mais acometidos. Houve 12 casos de infecção em gestantes. O perfil dos indivíduos que foram a óbito foi do sexo masculino, com 50 anos ou mais, raça branca, casado, com menor escolaridade e com ocupação relacionada à produção de bens e serviços industriais.

https://doi.org/10.22491/2447-3405.2023.V9.9h1
PDF
PDF INGLÊS