FATORES CLÍNICOS E OBSTÉTRICOS DE ÓBITOS FETAIS EM UMA MATERNIDADE DE ALTO RISCO
PDF

Palavras-chave

Morte fetal
causalidade
natimorto

Resumo

Objetivo: Caracterizar os fatores clínicos e obstétricos de mulheres que tiveram diagnóstico de óbito fetal em uma maternidade escola de alto risco. Metodologia: estudo de abordagem quantitativa, de corte transversal e caráter descritivo exploratório. Foram incluídos 354 prontuários de mulheres admitidas com diagnóstico e óbito fetal entre janeiro de 2018 a janeiro de 2022. Analisou-se os dados a partir da distribuição de frequências absolutas e relativas (%). Resultados: A idade média das participantes foi de 26 anos. A  maioria era primípara sem perdas fetais prévias. Hipóxia Fetal Intraútero foi a causa de óbito mais frequente (17,8%). Conclusão: O óbito fetal intra-útero ainda é um diagnóstico que requer mais visibilidade por parte do sistema de saúde. Foi constatada a deficiência dos registros em prontuário de dados importantes, ressaltando a necessidade de promover treinamento e capacitação para os profissionais que realizam assistência.

https://doi.org/10.22491/2447-3405.2023.V9.9c3
PDF